Buscar
  • FEJA JUDITH AMÉLIA

Agora você vai ter acesso ao conteúdo do nosso estudo do evangelho das quintas feiras

Atualizado: há 23 minutos

Toda quinta, você receberá em nosso blog, o conteúdo atualizado do estudo do evangelho ministrado na nossa fraternidade.


Como iniciar o trabalho de iluminação da nossa própria alma? Esse esforço individual deve começar com o autodomínio, com a disciplina dos sentimentos egoísticos e inferiores, com o trabalho silencioso da criatura por exterminar as próprias paixões. (Emmanuel – O Consolador) O Evangelho Segundo o Espiritismo Capítulo XX Os Trabalhadores da Última Hora Instruções dos Espíritos Itens 4 e 5 Missão dos Espíritas Erasto, Anjo da Guarda do Médium Paris, 1863 4. Não escutais já o ruído da tempestade que há de arrebatar o velho mundo e jogar no nada a soma das iniqüidades terrenas? Ah, bendizei o Senhor, vós que colocastes vossa fé em sua justiça soberana e que, sendo novos apóstolos da crença revelada pelas vozes proféticas superiores, ide pregar o dogma novo da reencarnação e da elevação dos Espíritos, segundo tenham cumprido bem ou mal, suas missões e suportado suas provas terrestres. * * O Espírita e sua missão, mensagem de Erasto que descreve a belíssima oportunidade resgate da própria alma. Levar a palavra divina a todos, indistintamente, mas, sobretudo, aponta Erasto, é entre os mártires do trabalho que encontramos o rebanho amigo, a terra fértil para o plantio. Não temais mais! As línguas de fogo estão sobre as vossas cabeças. (Alusão ao Pentecostes, quando os discípulos de Jesus, tendo línguas de fogo sobre suas cabeças, foram batizados pelo Espírito Santo (At,2:1-4). * * As línguas de fogo, como em Pentecostes, atuam na formação da comunicação espiritual do espírita nas casas assistenciais. Oh, verdadeiros adeptos do Espiritismo, sois os eleitos de Deus! Ide e pregai a palavra divina. É chegada a hora de sacrificar à sua propagação os vossos hábitos, os vossos trabalhos, as vossas ocupações fúteis. Ide e pregai: vos Espíritos elevados estão convosco. Certamente falareis à criaturas que não quererão ouvir a voz de Deus, porque essa voz as exortam sem cessar à abnegação. Pregareis o desinteresse aos avarentos, a abstinência aos dissolutos, a mansuetude aos tiranos domésticos e aos déspotas: palavras perdidas, bem sei; mas que importa! É necessário regar com vosso suor o terreno que deveis semear, pois ele não frutificará e não produzirá a não ser com reiterados esforços da enxada e do arado evangélico. Ide e pregai! Sim, vós todos, homens de boa fé, que credes em vossa inferioridade ao mirar os mundos espaçados no infinito, parti em cruzada contra a injustiça e a iniqüidade. Ide e destruí esse culto do bezerro de ouro invasor que a cada dia caminha mais e mais. Ide, Deus vos conduz! Homens simples e ignorantes, vossas línguas se soltarão e falareis como nenhum orador fala. Ide e pregai, que as populações atentas acolherão com alegria vossas palavras de consolação, de fraternidade, de esperança e de paz. Que importam as armadilhas que serão colocadas em vosso caminho! Somente os lobos caem em armadilhas de lobos, pois o pastor saberá defender suas ovelhas contra os verdugos imoladores. Ide, homens, grandes diante de Deus, mais felizes que São Tomé, credes sem pedir para ver e aceitais os fatos da mediunidade, mesmo sem nunca terem sido agraciados por ela. Ide, o Espírito de Deus vos conduz. Marcha, portanto, adiante, falange imponente pela tua fé! Diante de ti os grandes batalhões de incrédulos se desvanecerão, como a névoa matinal aos primeiros raios de sol. A fé é a virtude que desloca as montanhas, vos disse Jesus; todavia, mais pesadas que as mais pesadas montanhas, jazem nos corações dos homens a impureza e todos os seus vícios. Ide, portanto, com coragem para removerdes esta montanha de iniqüidade que as gerações futuras só deverão conhecer como lenda, do mesmo modo que vós só muito imperfeitamente conheceis os tempos que antecederam a civilização pagã. Sim, as revoluções morais e filosóficas vão ressoar em todos os pontos do globo; é chegada a hora em que a luz divina resplandecerá sobre os dois mundos. * * Sim, as revoluções morais e filosóficas vão acontecer em todos os pontos do globo; é chegada a hora em que a luz divina aparecerá nos dois mundos: mensagem apocalíptica com o intuito de incentivar os espíritas a caminhar resolutos como uma falange imponente pela fé. Ide, portanto, e levai a palavra divina: aos grandes que a desdenharão, aos eruditos que pedirão provas, aos pequenos e aos simples que a aceitarão; pois, sobretudo entre os mártires do trabalho, dessa expiação terrestre, é que ireis encontrar o fervor e a fé. Ide; estes receberão, com cânticos de ação de graça, e cantando louvores a Deus, a consolação santa que lhes levareis e inclinarão a fronte, rendendo-lhe graças pelo quinhão de provas e misérias que o mundo lhes reservou. Que vossa falange se arme de resolução e coragem! Mãos à obra! O arado está pronto; a terra espera; é necessário trabalhar. Ide e agradecei a Deus a gloriosa tarefa que Ele vos confiou; mas estai atentos, porque entre os chamados ao Espiritismo muitos se desviaram do caminho; olhai, pois, vossa estrada e segui a via da verdade. Pergunta: Se, entre os chamados para o Espiritismo, muitos se perderam, quais os sinais pelos quais serão reconhecidos os que se acham no bom caminho? Resposta: Reconhecê-los-ei pelos princípios da verdadeira caridade que eles professarão e praticarão; reconhecê-los-ei pelo número de aflitos aos quais terão levado consolação; reconhecê-los-eis pelo amor ao próximo, pela abnegação, pelo desinteresse pessoal; reconhecê-los-eis, finalmente, pelo triunfo de seus princípios, pois Deus quer o triunfo de sua lei. Os que seguem sua lei, esses são seus escolhidos e Ele lhes dará a vitória, mas Ele massacrará os que falseiam o espírito desta lei e fazem dela degrau para satisfazer sua vaidade e sua ambição. Os Trabalhadores do Senhor O Espírito de Verdade Paris, 1862 5. É chegado o tempo em que se cumprirão as coisas anunciadas para a transformação da humanidade. Felizes serão aqueles que terão trabalhado nos campos do Senhor, com desinteresse e sem outro objetivo senão a caridade! Seus dias de trabalho serão pagos pelo cêntuplo do que tiverem almejado. Felizes os que hajam dito a seus irmãos: “Irmãos, trabalhemos juntos e unamos os nossos esforços, a fim de que o Mestre encontre a obra acabada na sua chegada”, pois o Senhor lhes dirá: Vinde a mim, vós que sois bons servidores, vós que calastes vossas invejas e vossas discórdias para não prejudicar a obra! * *Uma Teologia da Renúncia e da Unidade é a proposição do Espírito de Verdade para os adeptos da Doutrina Espírita. A palavra viril do Paracleto conclama a todos para a unidade de esforços em torno do acabamento do edifício cristão. Há uma lógica de desprendimento implícita nesta convocação, os membros espiritistas são os trabalhadores da última hora, os herdeiros que têm apenas a leve obrigação de dar acabamento ao edifício que já se encontra pronto. Os ceifeiros valorosos, viris, já a concluíram. Resta apenas a arte da decoração sublime, dos ornamentos, afinal! Para que, então, tanta discórdia? Arrisvismo? Soberba? Inveja? O silêncio grato e doce deveria ser a música do verdadeiro espírita que cala sua discórdia, para que a obra não seja prejudicada. Ouçamos a advertência do Espírito de Verdade: Ai daqueles que...! (Evangelho Segundo o Espiritismo 20,5:6-7). Mas, ai daqueles que, por efeito de suas desavenças, haverão retardado a hora da colheita, pois a tempestade virá e eles serão arrastados pelo turbilhão! Clamarão: “Graça! Graça!” O Senhor, porém, lhes dirá: Como implorais graça, vós que não tivestes piedade de vossos irmãos e que recusastes a estender-lhe a mão, vós que massacrastes o fraco, em vez de ampará-lo? Por que suplicais graça, vós que procurastes a vossa recompensa nos gozos da Terra e nas satisfações do vosso orgulho? Já recebestes a vossa recompensa, tal qual a quisestes; nada mais vos cabe pedir: as recompensas celestiais são para aqueles que não buscaram as recompensas da Terra. Deus faz neste momento a enumeração dos servidores fiéis, e Marcou com o seu dedo aqueles cujo devotamento é apenas aparente, a fim de que não usurpem mais o salário dos servidores corajosos, pois aos que não recuaram diante da tarefa é que Ele vai confiar os postos mais difíceis na grande obra da regeneração pelo Espiritismo. Cumprir-se-ão estas palavras: Os primeiros serão os últimos e os últimos serão os primeiros no reino dos céus. * *Meditar na mensagem do Espírito de Verdade. Deus está a marcar os fiéis, separando-os daqueles que não têm senão a aparência do devotamento, a fim de que não usurpem mais o salário dos servidores corajosos, fortalecendolhes o ânimo, inflamando coragem em suas almas. Terá o merecimento de viver junto aos justos e eleitos aqueles que foram bons servidores. A definição de bons servidores é feita mediante a uma virtude que toso espírita deve esforçar-se por ter: renúncia aos seus próprios pensamentos e opiniões para não ver a obra prejudicada. O Senhor dirá a esses: Vinde a mim! Os escolhidos: aqueles que cuidam da semente, zelam do broto, regam a verde e nascente haste... Estes colhem o fruto maduro e doce da Árvore do bem!


0 visualização

redes sociais

Mantenha-se informado

Rua Diamantina, 165 - BAirro Lagoinha 
BElo Horizonte - MG - CEP: 31.110-320

© 2020 por Criar-te Produtora

 CPF/CNPJ: 12.345.678/0000-01

Rua Maria Elizabeth Pessoa, 200 - Diamante - Belo Horizonte - MG - CEP: 30.660-050

www.criarteprodutora.com.br - Telefone: (31) 97134-2785