Buscar
  • FEJA JUDITH AMÉLIA

O Evangelho Segundo oEspiritismoCapítulo XXI

Haverá Falsos Cristos e Falsos Profetas Instruções dos Espíritos Item 9



Caracteres do Verdadeiro Profeta Erasto Paris, 1862


9. Desconfiai dos falsos profetas. Esta recomendação é útil em qualquer tempo, mas, sobretudo, nos momentos de transição como este, onde se elabora uma transformação da humanidade, pois uma multidão de ambiciosos e provocadores pousam de reformadores e de messias. É contra esses impostores que é preciso estar atento e é dever de todo homem honesto desmascarálos. Perguntareis como se pode reconhecê-los; eis os seus sinais: Não confia-se o comando de um exército senão a um general hábil e capaz de dirigi-lo; credes, então, que Deus seja menos prudente que os homens? Estai certos que Ele não confia suas missões importantes senão àqueles que sabe capazes de cumpri-las, pois as grandes missões são fardos pesados que arrasariam o homem fraco demais para suportá-las. Como em todas as coisas, o mestre deve saber mais que o aprendiz; para fazer progredir a humanidade, moral e intelectualmente, são necessários homens superiores em inteligência e moralidade! É por isso que são sempre Espíritos já muito avançados, que tiveram suas provas em outras existências, que reencarnam com este objetivo, pois se não forem superiores no meio em que devem agir, sua missão fracassará. Isto colocado, conclui-se que o verdadeiro missionário de Deus deve justificar sua missão por sua superioridade, por suas virtudes, por sua grandeza, pelo resultado e influência moralizadora de suas obras.
* *O verdadeiro missionário de Deus deve justificar a sua missão por sua superioridade, por suas virtudes, por sua grandeza, pelo resultado e influência moralizadora de suas obras. A doutrina Espírita prepara o alicerce da coerência moral, que deve preceder à edificação das obras espíritas. Por isto, a modéstia e a humildade são as ferramentas de seu trabalho. Tirai ainda esta conseqüência: que se ele está, por seu caráter, por suas virtudes, pela sua inteligência, abaixo do papel que ele se pretende dar, ou dos personagens sob cujos nomes se esconde, não passa de um farsante de baixo nível que não sabe nem mesmo imitar o modelo que escolheu. Outra consideração a fazer é que a maior parte dos verdadeiros missionários de Deus ignoram-se a si mesmos; cumprem aquilo para o qual foram chamados, pela força de sua personalidade, secundados pelo poder oculto que os inspira e dirige inconscientemente, mas sem desejo premeditado. Numa palavra: os verdadeiros profetas se revelam pelos seus atos: fazem-se descobrir; enquanto que os falsos profetas se apresentam como enviados de Deus. O primeiro é humilde e modesto; o segundo é orgulhoso e cheio de si, fala com impostura e, como todos os mentirosos, parece sempre temer que nele não acreditem. Têm-se visto esses impostores se fazerem passar por apóstolos do Cristo, outros pelo próprio Cristo e, o que é vergonhoso para a humanidade, é que têm encontrado pessoas crédulas o bastante para acreditar em semelhantes abjeções. Uma consideração bem simples, entretanto, deveria abrir os olhos dos mais cegos, é que se o Cristo reencarnasse na Terra, viria com todo seu poder e todas suas virtudes, a não ser que se admitisse, o que seria absurdo, que Ele tenha degenerado; ora, se um só dos atributos de Deus fosse tirado, não seria mais Deus, o mesmo aconteceria se uma só das virtudes do Cristo fosse tirada: não seria mais o Cristo. Esses que se fazem passar pelo Cristo teriam todas essas virtudes? Eis a questão; olhai, perscrutai suas idéias e seus atos e reconhecereis que lhes faltam, acima de tudo, as qualidades distintivas do Cristo: a humildade e a caridade, enquanto que os outros têm o que Ele não tinha: cupidez e orgulho. Notai, aliás, que há neste momento, em diferentes países, vários pretensos cristos, como há vários pretensos Elias, São João ou São Pedro e, que, necessariamente, não podem ser todos verdadeiros.
* *Os falsos profetas da erraticidade são muito mais numerosos que os encarnados. Para melhor enganarem, usam nomes santos que melhor confundem os crédulos. Suas obras semeiam os germes da discórdia, causam a desunião, a cisão, levam os grupos a se isolarem uns dos outros, a se olharem com antagonismo e, assim, prejudicam a obra divina. Estai atentos àqueles que exploram a credulidade e acham cômodo viver às custas daqueles que os escutam. Desconfiai, portanto, dos falsos profetas, sobretudo num tempo de renovação, porque muitos impostores se passarão por enviados de Deus; eles se proporcionam uma satisfação vaidosa na Terra, mas uma terrível justiça os aguarda, podeis estar certos disso.
“Em qualquer circunstância a terapia mais eficiente é amar”. (Joanna de Ângelis)
3 visualizações0 comentário

redes sociais

  • kisspng-youtube-computer-icons-icon-desi
  • Instagram
  • Facebook ícone social

Mantenha-se informado

Rua Diamantina, 165 - BAirro Lagoinha 
BElo Horizonte - MG - CEP: 31.110-320

© 2020 por Criar-te Produtora

 CPF/CNPJ: 12.345.678/0000-01

Rua Maria Elizabeth Pessoa, 200 - Diamante - Belo Horizonte - MG - CEP: 30.660-050

www.criarteprodutora.com.br - Telefone: (31) 97134-2785